Pessoal médico olhando para o visitante de www.penimaster.pt ou em discussão

Relatório do médico Dr. Ruslan Petrovich sobre o PeniMaster®PRO

Nota da redação:

O texto é um relatório do conhecido urologista e andrologista Dr. Ruslan Petrovich sobre o teste do extensor peniano PeniMaster PRO.

Dr. Petrovich é cirurgião, cirurgião plástico e microcirurgião, especializado na andrologia. Durante a sua atividade profissional, fez vários milhares de intervenções cirúrgicas no pénis. Dr. Petrovich utiliza extensores penianos como possibilidade não invasiva da correção plástica do pénis (aumento e retificação) e para o tratamento após uma intervenção cirúrgica.

A sua avaliação do extensor fisiológico PeniMaster PRO baseia-se na experiência pessoal e na dos seus pacientes, adquiridas com extensores penianos vulgares em comparação com o PeniMaster PRO.

Dr. Petrovich publicou o relatório sucessivamente, durante vários meses, conforme os reconhecimentos crescentes sobre o produto em aplicação clínica diária, no Fórum sobre extensores, na Rússia. Isto explica o "Caráter de agenda" que em parte pode deixar uma sensação de inconstância, durante a reprodução do texto fora de um fórum.

Dr. Petrovich também publica artigos urológicos no Andro-Forum, por exemplo, sobre disfunção eréctil, infertilidade masculina, ejaculação precoce, fimose ou doença Peyronie, sendo, no fórum, o médico de contacto para estes temas.

A publicação do texto foi autorizada por Dr. Petrovich.

Dr. Ruslan Petrovich sobre o PeniMaster®PRO. Aplicação de um extensor* na medicina

Dr. Ruslan Petrovich:

Durante muitos anos nos quais me ocupo com o alongamento do pénis, eu próprio consegui pela primeira vez, com o aparelho PeniMaster PRO, usar disciplinadamente vários dias um extensor peniano.

Tenho experiência pessoal com quase todos os modelos de extensores. Aparelhos com laços, cintos, barras ou bombas. Nunca tinha o objetivo ou a motivação de aumentar o pénis. A minha intenção era simplesmente adquirir experiência própria com esses aparelhos para ter uma ideia o que os pacientes estão a suportar pelos produtos.

Analisando a eficácia das diferentes técnicas do aumento peniano, cheguei à conclusão que a dilatação mecânica do tecido peniano mediante um extensor faz sempre efeito.

Por outro lado, os extensores penianos são eficazes só em 60-70% de todos os casos. Os extensores são, porém, a ferramenta necessária para a dilatação do tecido peniano e os resultados dos mesmos dependem destes critérios:

  • Força de tração
  • Tempo de aplicação (duração do uso do extensor por cada aplicação)
  • Fixação segura do extensor ao pénis
  • Fixação confortável do extensor ao pénis
  • Uso seguro (sem lesões)

Mesmo que existam as primeiras três condições prévias, a falta das últimas irá, no entanto, dificultar o sucesso ou levar à falha da aplicação.

Certamente, muitos homens encontram o tempo necessário para usar o extensor por muitas semanas. Podem aprender a ajustar corretamente as barras tratoras ou como se deve ligar a glande para melhorar a adaptação a aparelhos com fixação por correia ou laço. Porém, logo que se tenham produzidas escoriações ou inchaços pelo uso do extensor peniano, os pacientes se vêem obrigados a suspender alguns dias o uso do aparelho. Outra consequência é que não podem ter relações sexuais. Esta renúncia necessária, provocada por uma lesão peniana (p. ex., fissura do prepúcio), leva homens sexualmente ativos a deixar de usar o extensor, em vez de o aplicar de preferência cada dia.

Afinal de contas, a ineficácia dos aparelhos é o resultado do uso não regular ou uso com fraca força de tração por eventuais lesões penianas, e evidencia porque muitos utentes estão desiludidos com o método da dilatação do tecido peniano.

Eu mesmo não pude usar mais de uma hora extensores com fixação por laço porque originam dores. Os extensores com fixação por correia frequentemente tornaram-se soltos ou não mantiveram a fixação pelas tensões em subida. Em vista dos resultados acima descritos, não encontrei extensor ideal e adequado para mim.

Porém, a minha experiência com o novo extensor de vácuo PeniMaster PRO é positiva.

Embora nunca pretendesse aumentar o pénis, eu estava curioso por conhecer o aparelho que me tinha sido disponibilizado para o testar. Já durante a primeira aplicação, pude usar o aparelho mais de três horas, apesar de uma forte força de tracão.

Jamais antes fui capaz de aplicar um extensor tantas horas. O aparelho ou se deslocou ou eu fui obrigado a suspender o uso pelas dores que me deu. Inicialmente me convenci da aplicabilidade geral e depois comecei a experimentar o PeniMaster PRO no quotidiano. Meia hora de viagem em automóvel, compras, um passeio e depois mais uma hora de viagem em automóvel - ao todo mais de três horas. Os movimentos físicos, por exemplo, ao subir uma escada, alteraram permanentemente as forças de tração, com leve redução do conforto. Não obstante, o extensor, apesar das altas forças de tração, ficou no lugar e o processo da dilatação do tecido peniano não me produziu dores. A vantagem mais importante: Não houve escoriações nem edemas.

Portanto, deposito muita esperança no aparelho, mesmo após intervenções operatórias no pénis com o objetivo do seu alongamento.

Continuar a ler

Urologe Dr. Ruslan Petrovich

Curriculum vitae Dr. Ruslan Petrovich

Beruf
  • Médico e andrologista, cirurgião plástico, especialização em andrologia cirúrgica
Formação académica
  • 2000
  • Curso de ensino superior na Academia Médica de Moscovo, com notas muito boas e distinção
  • de 2000 a 2001
  • Secretário Científico da Associação Profissional dos Andrologistas da Rússia
  • de 2000 a 2002
  • Formação complementar na Secção Clínica de Urologia e Andrologia da Universidade de Moscovo
Praxis
  • de 2002 a 2008
  • Urologista, Instituto Clínico de Microcirurgia e Andrologia Reconstrutiva e Reprodutiva do Centro de Reabilitação de Moscovo
  • de 2008 a 2010
  • Urologista, Centro de Reprodução Humana
  • desde 2011
  • Cirurgião, Secção de Microcirurgia do Centro Clínico Estatal de Reabilitação de Moscovo
  • fez vários milhares de operações da cirurgia plástica e dos órgãos genitais
Actividades docentes e de investigação
  • de 2003 a 2007
  • Assistente científico, Faculdade de Cirurgia Urológica
  • Pedagogo, melhoria temática da andrologia cirúrgica
  • desde 2011
  • Assistência científica, Faculdade de Cirurgia Estética e Plástica da Universidade Russa da Amizade entre os Povos
  • 2011
  • Trabalho de licenciatura, tema "Diagnóstico e tratamento da infertilidade de homens com excesso de peso"
  • publica em fóruns regionais e internacionais da internet
  • relata em congressos médicos sobre temas relacionados com a saúde masculina
  • pública regularmente artigos científicos em revistas andrológicas e urológicas
  • Porta-voz das empresas farmacêuticas Bayer-Schering Pharma e Eli Lilly, relativamente ao hipogonadismo (transtorno funcional endocrínico dos testículos, o qual provoca a falta de testosterona) e à disfunção erétil
  • Titular de numerosas patentes da cirurgia reconstrutiva dos órgãos genitais
Áreas centrais da atividade profissional
  • Diagnóstico e tratamento da infertilidade masculina
  • Cirurgia dos órgãos genitais
  • Tratamento da ejaculação precoce
  • Disfunção erétil (terapia e tratamento cirúrgico)
  • Diagnóstico e tratamento do hipogonadismo
  • Correção do tamanho peniano (desde a terapia até à correção cirúrgica)
  • Diagnóstico e tratamento da falta de androgénio na velhice
  • Cirurgia plástica geral
  • Cirurgia plástica de homens com ginecomastia e lipomastia
  • Implantes masculinizantes de transexuais